Publicado em Deixe um comentário

Cosméticos Naturais e Sustentáveis da Amazônia!

cosméticos-naturais-da-amazônia

Cosméticos naturais e sustentáveis estão ganhando espaço no mercado da beleza. Afinal, eles são benefícios não só para a nossa saúde, mas também para o meio ambiente.

Além de serem livres de parabenos, corantes artificiais ou substâncias cancerígenas, seu processo de produção busca reduzir os impactos na natureza, utilizar matérias-primas renováveis e, é claro, não realizar testes em animais.

A fabricação de produtos naturais que utilizam insumos amazônicos respeitando a floresta e valorizando a mão-de-obra só fortalece a Bioeconomia. E o Brasil, com toda a sua biodiversidade, tem tudo para se tornar uma potência neste setor. 

Geramos muito mais riquezas mantendo a Amazônia em pé! Mas, para isto, precisamos apoiar e incentivar empreendimentos que lutam pela preservação das florestas, produzem mercadorias de qualidade e fortalecem a economia local.

Por isso, a Flor de Jambu decidiu expandir seus horizontes e fazer uma parceira que abrirá uma nova categoria de itens na loja! Além de produtos alimentícios, agora você também poderá conhecer e experimentar cosméticos naturais feitos com matérias-primas da Amazônia. Tem notícia melhor que essa? 

Nesse artigo, vamos falar um pouco mais sobre a importância da bioeconomia, os benefícios dos cosméticos naturais e dar alguns spoilers sobre as nossas novas parceiras. Vem com a gente!

O poder da Bioeconomia

Diferente do agronegócio e da extração predatória, que só colabora para o desmatamento, grilagem, trabalho escravo, desequilíbrio ecossistêmico e extinção de diversas espécies de plantas e animais, a bioeconomia busca o desenvolvimento sustentável. 

Este novo modelo econômico vem se apresentando como uma solução decisiva para toda a problemática que enfrentamos com a destruição da Floresta Amazônica. Afinal, ele propõe a utilização de recursos naturais para a produção de mercadorias de uma forma inteligente, tecnológica e, principalmente, que não degrade a natureza. 

A expansão da bioeconomia na Amazônia incentiva o aumento de sistemas agroflorestais, ajuda na restauração de áreas degradadas, estimula a valorização dos insumos locais, além de gerar emprego e renda para milhares de famílias. 

cosméticos-naturais-da-amazônia
Cosméticos Naturais da Amazônia

Benefícios dos Cosméticos Naturais

A produção de cosméticos naturais e sustentáveis é um dos bons frutos da bioeconomia, que preza pela saúde e bem-estar do consumidor, e do meio ambiente!

Infelizmente, a fabricação de produtos de beleza convencionais tem em seu histórico o uso de substâncias tóxicas e petroquímicas, que além de contaminar a natureza, acabam sendo maléficas aos usuários a longo prazo. 

Isso porque, muitas destas substâncias acabam se acumulando no nosso organismo e resultando em disfunções hormonais, doenças neurológicas e, até mesmo, câncer. 

Já os cosméticos naturais são formulados com ingredientes provenientes da natureza que possuem baixíssimo risco de alergia, livre de elementos nocivos à saúde e com resultados muito mais eficazes. 

Conheça agora um pouquinho sobre a nova parceira da Flor de Jambu, que possui uma linha de produtos naturais feitos com insumos da Amazônia!

cosméticos-da-saboaria-rondônia

Saboaria Rondônia

Com uma liderança toda feminina, a Saboaria Rondônia é uma empresa que põe em prática a sustentabilidade na produção de seus cosméticos. 

mulheres da saboaria rondônia
Idealizadoras da Saboaria Rondônia

Além de revitalizar regiões degradadas, as idealizadores deste projeto conseguiram agregar valor para as palmeiras de buriti e babaçu, que possuem propriedades incríveis para o cuidado da pele e cabelo. 

Sua linha de produtos contempla óleos vegetais, hidratantes corporais, pastas esfoliantes, sabonetes, shampoos e condicionadores. Tudo feito com ingredientes 100% amazônicos e livre de crueldade animal. 

E o melhor de tudo é que você poderá adquirir estes produtos aqui no site da Flor de Jambu! Cuide da sua pele usando cosméticos naturais e transforme sua rotina de skincare em um momento mais sustentável!

Publicado em Deixe um comentário

Afinal, o que é Greenwashing? Saiba como identificar!

o que é greenwashing

Você sabe o que significa quando se diz que uma empresa ou instituição está fazendo greenwashing? Ou, “contando uma mentira verde”?

Nos últimos anos houve um aumento considerável no número de consumidores que estão levando em consideração questões ambientais no momento de adquirir um produto. 

Por isso, muitas empresas, com receio de perder esses clientes, ou tentando atrair esse grupo de consumidores, acabam praticando o greenwashing. Ou seja, levantam uma falsa “bandeira verde” alegando que apoiam e praticam a sustentabilidade. 

Entretanto, tudo não passa de uma fachada! Uma mentira que, quando descoberta, acaba acarretando em muitos prejuízos para aqueles que a praticam. 

Por isso, no artigo de hoje vamos falar um pouquinho mais desta prática que não é nada legal, e vamos te dar algumas dicas que podem te ajudar a identificar estes casos! 

Significado da palavra e quem o pratica!

Como citamos, o termo greenwashing se refere a propagandas enganosas que tentam atrair consumidores com o discurso em prol à conservação do meio ambiente. 

Mas, se engana aqueles que pensam que só empresas privadas utilizam desta prática. Há indústrias, instituições de diversos setores, partidos políticos, e até mesmo ONGs, que usam deste recurso para atrair seu público. 

As instituições que recorrem a essa prática parecem acreditar que o “ecologicamente correto” é só mais uma modinha passageira. 

Contudo, além de continuar prejudicando o meio ambiente, afinal, seu marketing só serve para ludibriar as pessoas, as empresas realmente comprometidas com esta luta também sofrem prejuízos. 

Portanto, abra o olho na hora de comprar qualquer coisa! Nem tudo o que está escrito nas embalagens, sites ou propagandas, são realmente verdades. E nós vamos te ensinar como descobrir! 

Além disso, como está chegando mais próximo das eleições, cuidado com as falsas promessas políticas, ou propagandas enganosas de ações que são benéficas para o meio ambiente. 

Como identificar o greenwashing?

Pega uma caneta e um caderninho para anotar estas dicas e começar a pôr em prática: 

  1. Não caia em propagandas muito vagas com frases como “amigo da natureza”, “totalmente ecológico”, “limpo e sustentável”… A maioria dessas alegações não são comprovadas!
  1. Procure na embalagem selos confiáveis como o PROCEL, BREEAM, IBD, ECOCERT, FSC, ISO 14001, LEED, entre outros. 
  1. Busque verificar se o selo na embalagem é realmente verídico. Além do fato de que algumas empresas usam o selo ilegalmente, há também aquelas que colocam símbolos muito parecidos para enganar o cliente. 
  1. Não se engane com propagandas que dizem que são livres de certas substâncias que fazem mal para o meio ambiente, mas já são proibidas por lei há anos!
  1. Observe a transparência da empresa em mostrar seus processos internos de produção e comprovação das práticas sustentáveis alegadas, como a gestão de resíduos.
  1. Não caia em marketings de empresas que promovem a redução do tamanho de suas embalagens como atitude ecológica, mas que permanecem usando materiais que levam séculos para se decompor. 
  1. Observe se determinada ação, como a substituição de certo material por algum reciclável, só não está sendo utilizada para disfarçar outras práticas que continuam sendo prejudiciais para o meio ambiente. (Prática comum entre empresas automobilísticas)

Verificar o que é greenwashing, e o que é real, nos transforma em consumidores mais conscientes! Por isso, ao constatar que determinada empresa ou instituição esteja utilizando desse artifício, faça uma reclamação! 

No site do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor você poderá encontrar algumas informações sobre como realizar este tipo de  denúncia! 

Curte assuntos relacionados com esta temática? 

Então confira nossos artigos “Como o consumo consciente pode construir uma cozinha sustentável?” e “Como funciona a Gastronomia Sustentável?

Publicado em Deixe um comentário

Como o consumo consciente pode construir uma cozinha sustentável?

consumo-consciente-flor-de-jambu

O que você entende por consumo consciente?? 

Você já parou para pensar no impacto que você pode causar, positivo ou negativo, com pequenas decisões que você toma durante o dia?

Com certeza você já deve ter escutado aquele ditado popular que diz:

 “De grão em grão a galinha enche o papo.”

Nós costumamos dar atenção para grandes feitos, mas não percebemos que pequenas ações acumuladas também geram grandes impactos. 

Assim funciona a cozinha sustentável! São pequenas atitudes que, quando feitas constantemente, desencadeiam em resultados positivos gigantescos que podem transformar as presentes e futuras gerações. 

Quer entender melhor sobre estas pequenas ações? Então continue a leitura e descubra como pôr em prática o consumo consciente e ter uma cozinha mais sustentável. 

Qual o verdadeiro significado de Consumo Consciente?

Para entender de verdade o que é o consumo consciente, é preciso compreender o conceito de cadeias

“Cadeias?? Como assim? Não entendi!”

Calma que eu vou te explicar! O conceito de cadeia que eu estou me referindo é semelhante ao conceito de cadeia alimentar que você já deve ter escutado falar. Olha esse exemplo: 

Quando você joga fora, por exemplo, um milho que está dentro de uma embalagem porque acabou apodrecendo depois de muito tempo, você não joga fora só o milho, mas também descarta toda a cadeia de produção daquele produto. 

Ou seja, você joga no lixo:

  • o trabalho do agricultor que plantou a semente;
  • os meses de trabalho e cuidado com a terra para o milho crescer;
  • o serviço de colheita;
  • os recursos e o tempo para o transporte daquele milho;
  • o serviço e os materiais para a embalagem;
  • o serviço do funcionário que colocou o milho exposto no supermercado;
  • o tempo do seu próprio serviço, pois você trabalhou para pagar o milho e seu dinheiro foi jogado fora. 

Ou seja, você descartou tempo, mão de obra e recursos gastos para que aquele produto chegasse até a sua mesa. 

O consumo consciente começa aí: compreendendo que uma pequena ação influencia em toda uma cadeia. 

Agora que você já aprendeu, ou só refrescou o significado de “consumo consciente” na sua mente, vêm conferir algumas medidas básicas que você pode adotar para tornar sua cozinha, da sua casa ou restaurante, mais sustentável. 

Como ter um consumo consciente dentro da cozinha?

Na sua casa

  • Evite comprar alimentos perecíveis em excesso para prevenir o desperdício;
  • Utilize as cascas dos alimentos para a produção de molhos e caldos;
  • Faça geleias e sucos com as frutas que estão muito maduras e não serão mais consumidas;
  • Utilize Ecobags quando for à feiras ou supermercados; 
  • Congele os alimentos perecíveis que você não utilizará nos dias seguintes;
  • Use filtros de café de pano; 
  • Separe seu lixo orgânico do reciclável; 
  • Reutilize embalagens de plástico ou vidro; Não é brega usar o copo de requeijão! É sustentável! 
  • Busque alimentos orgânicos de pequenos produtores da sua região.
ecobag da amazônia

No seu restaurante

As mesmas sugestões citadas acima podem ser postas em práticas em um restaurante. Contudo, há algumas dicas exclusivas para quem possui um estabelecimento com foco na alimentação! 

  • Elabore um cardápio pensando na sazonalidade dos alimentos;
  • Evite utilizar alimentos em risco de extinção como a amêndoa de baru, o umbu, o pirarucu…
  • Selecione com cuidados seus fornecedores e dê preferência para agricultores familiares; 
  • Se possível, tenha sua própria hortinha de ervas e utilize dos restos de alimentos para a compostagem;
  • Realize o descarte de óleos de forma correta;
  • Observe se as porções servidas nos pratos não estão gerando muito desperdício; 
agricultor-familiar
Fonte: Canva Pro

Lembrando que se o seu restaurante ainda está na fase do projeto, você já pode fazer algumas escolhas que irão ser benéficas não só para o meio ambiente, mas também para o seu bolso, como:

  • Aproveitar bastante a luz solar para iluminar os ambientes;
  • Reutilizar a água de chuvas para alguns processos;
  • Decorar seu restaurante com artigos ecológicos;

Muito legais essas dicas, não é?

Gostou de aprender um pouquinho mais sobre estes conceitos? Quer começar a praticar estas pequenas ações que podem fazer uma enorme diferença?

Então clique agora no botão abaixo e conheça nossos produtos ecológicos!